TOP 10 Perguntas em Entrevistas

Todas as entrevistas de emprego são diferentes, mas há perguntas que são comuns a quase todas. Veja aqui quais?

1. Fale-me um pouco de si. Como é que se descreve?

É uma pergunta muito comum nas entrevistas, e, geralmente, é a primeira a ser feita pelo recrutador. Treine uma resposta sucinta, direta e que o valorize profissionalmente. O seu entrevistador não está à espera que faça uma longa dissertação sobre a sua história de vida. Em vez disso, ofereça uma sinopse sobre si, referindo os aspetos mais relevantes da sua experiência profissional.

2. O que sabe sobre a empresa/projeto? E por que razão gostaria de trabalhar connosco?

Para responder de forma credível deve preparar-se e fazer, antecipadamente, uma pesquisa sobre a empresa e/ou projeto a que se candidata. Visite sites, recorra a motores de pesquisa, leia revistas, converse com pessoas próximas. Mostre que está informado sobre a empresa e/ou projeto. Será um sinal de que está verdadeiramente interessado. Elogie, por exemplo, o posicionamento, a missão, a originalidade, a reputação. Explique que considera tratar-se de uma empresa/projeto aliciante. Sublinhe que o novo desafio lhe trará mais-valias que vão ao encontro dos seus objetivos profissionais e metas para o futuro.

3. Quais são as suas maiores qualidades profissionais? E defeitos?

Pontos fortes. Descreva as suas competências e experiências profissionais relacionadas diretamente com o emprego a que está a candidatar-se. Pode sempre indicar algumas qualidades associadas, por norma, a um bom profissional: responsabilidade, competência, empenho, pró-atividade, pontualidade, criatividade, dedicação, iniciativa.

Fraquezas profissionais. A sua resposta não deve ser demasiado negativa. Foque-se em aspetos que serão, habitualmente, positivos, mas que, em excesso, podem tornar-se desvantajosos: demasiado minucioso, autocrítico e perfecionista, por exemplo. Indique sempre que está a tentar corrigir-se.

4. Gosta de trabalhar em equipa?

Deve responder que sim, uma vez que o trabalho em qualquer organização implica sempre, de alguma forma, relação com outros profissionais. Caso lhe perguntem se prefere trabalhar sozinho ou em equipa, deve responder que consegue um bom desempenho em ambas as situações. Exemplifique com situações concretas. Dê exemplos.

5. Porque é que saiu do seu trabalho anterior? E o que procura num emprego?

Não critique a sua anterior empresa ou chefia porque o recrutador poderá achar que, no futuro, pode fazer o mesmo em relação a ele. Foque a sua resposta em si. Diga que procura um novo desafio, sente que na empresa anterior não havia hipóteses de progressão ou aprendizagem, etc. 
Acrescente que o cargo a que se candidata responde às suas aspirações de desenvolvimento profissional e pessoal. Indique que tem vontade de participar num projeto bem-sucedido e/ou contribuir mais diretamente para o sucesso da empresa. Mesmo que precise muito do emprego, esforce-se por não parecer desesperado.

6. Quais são os seus objetivos profissionais? Onde quer estar daqui a três anos?

A melhor forma de responder será relacionar os seus objetivos com a empresa e o cargo a que se está a candidatar. Indique que quer especializar-se no trabalho a que é candidato e ter um desempenho cada vez melhor. Refira, por exemplo, que os seus objetivos passam por crescer numa empresa como aquela. Sublinhe que gostava de continuar a aprender, ir ganhando responsabilidades acrescidas e contribuir com todas as suas mais-valias. Não vale a pena falar em voltar a estudar ou constituir família e é proibido dizer que espera ser bem remunerado.

7. Como é que ocupa os seus tempos livres?

Entre as várias perguntas na entrevista de emprego, pode surgir alguma mais pessoal, nomeadamente sobre os seus passatempos e atividades de interesse. O entrevistador pode querer saber se é um “workaholic” incorrigível ou um funcionário que sabe harmonizar a vida pessoal com a profissional. Indique algumas das suas paixões dos tempos livres (desporto, música, cinema, teatro, dança, livros, séries, etc.).

8. Porque é que o devemos escolher a si? Diga-nos porque o devemos contratar.

É o momento ideal para se promover. Destaque as suas principais qualidades e competências, frisando que vão ao encontro do perfil pretendido para a função a que se candidata. Refira os seus conhecimentos e experiência naquela área e explique como poderá trazer benefícios para a empresa.

9. Quer fazer alguma pergunta?

Até poderia pensar que não lhe cabe fazer perguntas na entrevista de emprego. Contudo, por precaução, tenha sempre algumas questões de reserva. Se depois da sua pesquisa prévia sobre a empresa e o projeto tiver alguma(s) pergunta(s) a fazer, não hesite. Se colocar questões pertinentes mostrará ao entrevistador que fez o “trabalho de casa”. Pode também questionar, por exemplo, quando é que poderá começar,  caso venha a ser selecionado.

10. Quanto espera receber? Quais são as suas expetativas salariais?

É uma das perguntas na entrevista de emprego à qual deve responder mais cuidadosamente. O ideal é que se tenha informado, previamente, sobre o nível de remunerações na sua área profissional e no setor de atividade da empresa. Assim, quando lhe perguntarem quanto espera receber, poderá indicar um teto salarial. Mas sublinhe que deseja o cargo a que se candidata por razões que vão muito além do dinheiro. Refira também que está disponível para negociar valores e receber outros benefícios.


Artigo em montepio.org

Geral